Destaques


Abril- mês da Prevenção Maus Tratos na Infância 2019

Abril – Mês da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância e Juventude

A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Cascais (CPCJC), em parceria com a Câmara Municipal de Cascais e Juntas de Freguesia, associam-se à iniciativa do Mês da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância e Juventude (MPMTIJ), que decorrerá no mês de abril em todo o país.O símbolo associado a esta causa é o Laço Azul. Pretende-se, mais uma vez, tornar visível o interesse comum e esforço conjunto das instituições do concelho relativamente ao problema dos maus-tratos na infância e juventude; informar e consciencializar a comunidade para o seu papel na prevenção dos maus-tratos e sempre num trabalho colaborativo.

Logo-ARIA-PNG

Abertura de candidaturas – Formação Continua

No âmbito da Medida de Qualificação de Pessoas com Deficiências e Incapacidades, a ARIA - Associação de Reabilitação e Integração Ajuda informa que estão abertas as candidaturas para formação continua

Catálogo

Cooperativa para a Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados de Cascais

“O que fazemos”

Este espaço visa divulgar e potenciar o reconhecimento das capacidades dos clientes que frequentam a resposta de Centro de Atividades Ocupacionais das instituições parceiras:  Cooperativa para a Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados de Cascais, Centro de Reabilitação e Integração de Deficientes, Centro de Atividades Ocupacionais – Casa do Sol (Santa Casa da Misericórdia de Cascais – Centro

Toma Lá

Esta marca de design social surgiu da necessidade sentida por algumas instituições, sem fins lucrativos, do Concelho de Cascais, que integram a Comissão para a Pessoa com Deficiência do Concelho de Cascais (CPD) de qualificar os seus recursos e os produtos desenvolvidos no contexto dos Centros de Atividades Ocupacionais e Fórum Sócio Ocupacional (CAO e FSO), dirigidos a pessoas adultas com deficiência física, mental e/ou doença mental.

Esta qualificação quer de recursos, quer de produtos deu-se através de um projeto desenvolvido junto das instituições por uma especialista em design social (Susana António).

Assim os produtos produzidos, peças originais e únicas, adquirem um novo valor e reconhecimento no mercado, espelhando uma imagem dignificante dos produtos que os públicos vulneráveis produzem.

wb_top_accessHome