Toma Lá

Esta marca de design social surgiu da necessidade sentida por algumas instituições, sem fins lucrativos, do Concelho de Cascais, que integram a Comissão para a Pessoa com Deficiência do Concelho de Cascais (CPD) de qualificar os seus recursos e os produtos desenvolvidos no contexto dos Centros de Atividades Ocupacionais e Fórum Sócio Ocupacional (CAO e FSO), dirigidos a pessoas adultas com deficiência física, mental e/ou doença mental.
Esta qualificação quer de recursos, quer de produtos deu-se através de um projeto desenvolvido junto das instituições por uma especialista em design social (Susana António).
Assim os produtos produzidos, peças originais e únicas, adquirem um novo valor e reconhecimento no mercado, espelhando uma imagem dignificante dos produtos que os públicos vulneráveis produzem.

Inovação – Este projeto distancia-se do assistencialismo, dignifica o trabalho realizado por públicos vulneráveis, aliando metodologias de artesanato às metodologias do design.
Integração – Qualificação de recursos humanos promovendo redes colaborativas, apostando na qualidade dos produtos realizados pelos participantes neste projeto.
Empatia – Projeto que gera um conjunto de atributos, valores, sentimentos e perceções relacionados com boas práticas, partilha de saberes, traçando novos caminhos e criando redes sociais e emocionais.

Locais de Venda:

  • Loja Farol Santa Marta;
  • Casa das Histórias Paula Rego (Cascais);
  • Loja Original;
  • Fábrica das Cores;
  • Loja do Museu das Comunicações;
  • Participação/Venda em Eventos Sazonais.
wb_top_accessToma Lá